terça-feira, 28 de outubro de 2014

Parabéns Lulli Cox e Adriana !!!!!!!!!!


BRASIL RIDE - 7 dia - Finishers!

Largada / Chegada: Mucugê / Mucugê
Distancia: 74 km
Ascensão acumulada: 926 m
Tempo limite de prova: 7 hs Tempo de prova 5:30 h




O ultimo dia da Brasil Ride para a gente era festa! Claro que ainda teríamos que completar 74 km de prova, mas comparando com toda a batalha, o percurso final parecia fácil.

O sétimo estágio é aberto para competidores que gostariam de sentir um pouco o que é a Brasil Ride, uma maratona aberta para outros vários atletas. Mesmo com a largada 15 minutos após a nossa o percurso para a turma do fundão ficou rapidamente cheio.

No quilometro 30 a estrada de terra se transformava em singletrack, e para a alegria da nossa tandem era tudo perfeitamente pedalável. O calor baiano pelo sétimo dia consecutivo continuava minando nossas forças, mas a alegira de estármos a ponto de superar o desafio que muitas vezes imaginamos impossível, nos levava para frente com uma leveza indescritível.

O ultimo dia também é aquele de estar com as emoções a flor da pele, dia de rever o filme de tudo que passou. Os sete dias de dificuldades, de calor, de novos amigos e de superação.
A segunda parte do percurso era trechos do prólogo do primeiro dia, ali já estávamos em casa, já sabíamos onde teríamos que descer da bike e onde atacar.

A chegada teve novamente sabor especial, além das equipes que já lá estavam, atletas, famílias, pessoal local, staffs contribuiram para a emoção geral na linha final do pórtico.

Dois mil e catorze foi o ano que escolhemos desafios que algumas vezes tivemos duvidas se conseguiríamos completar. Lembro em época de treinamento um amigo ter perguntado se nós não tínhamos limites.

A Brasil Ride feita sobre uma bicicleta tandem provavelmente foi uma das provas mais malucas que resolvemos fazer. Uma competição que colocou nossos limites a toda prova; além do calor e a quantidade extrema de horas em cima da magrela, ainda tínhamos que brigar com o corte; ter que acelerar quando o nosso corpo pedia para diminuir. E mesmo quando tudo parecia estar perdido, não jogamos a toalha e conseguimos virar o jogo.

A Brasil Ride encerra nossa temporada de 2014, a Dri e eu nunca estivémos tão alinhadas, nossa cumplicidade pedalando em bikes separadas e todas as experiências que tivémos em seis anos competindo juntas tornou fácil a passagem para a tandem. 


Agora olhando para trás, acho que os limites na maioria das vezes nos são impostos. Competir se divertindo talvez seja o segredo de tornar tudo mais fácil, claro que limites existem, mas graças a Deus não foi dessa vez que descobrimos o nosso!



***

Obrigada Dri por dividir comigo essa pessoa maravilhosa que você é! Por ser uma piloto e tanto do nosso ônibus cor de rosa, e por sempre conseguir transformar perrengues em pura diversão.

Obrigada Tom Cox e todo time blue angels de mecânicos na Brasil Ride, você é nosso anjo e irmão querido!

Obrigada a todos os amigos que de alguma forma se fizeram presentes! Mandaram comentários e energias!

Obrigada a todo staff e organização da prova. Vocês foram muito carinhosos e queridos conosco, tornaram nossa semana perfeita, e com tanto carinho que nós recebemos ficou até fácil sofrer. Já estamos com saudades.

Obrigada Ready 4 pelos treinos de funcional e pilates que ajudaram a afinar meu corpo para um desafio tão duro.
Obrigasa Suunro e New Balance pelo apoio incondicional!

4 comentários:

  1. Lulli e Dri, Parabéns meninas acredito que este tenha sido um dos maiores desafios e vocês tiraram de letra pedalando ou empurrando não importa vale a linha de chegada não só na prova mas para a vida ! Done beijo grande com carinho Teresa

    ResponderExcluir
  2. Acompanhei dia à dia esta aventura!!!!!!!! mais beijos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, meninas! Muito orgulho de vocês!

    ResponderExcluir
  4. Teresa!!! Nós amamos você! Muito obrigada por todo o seu carinho e energia que empurrou a gente até a linha final =D
    Love you!!! Muitos beijos

    ResponderExcluir